Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007

A ILUSÃO DAS POSSES MATERIAIS

“Era um dia atribulado e de grandes realizações no campo profissional. Estava exausto, mas feliz, pois tinha garantido uma quantia considerável em dinheiro. Voltava para casa fazendo planos de como gastar. Eis que, nessa euforia, me distraí e não observei que avançava a sinalização. Inevitavelmente ocorreu o acidente fatal. Fiquei desacordado por algumas horas e quando despertei quis me comunicar, mas não consegui. Vi toda movimentação sem nada poder fazer. Comecei a entrar em pânico sem entender o que tinha acontecido.

Fui um desses homens voltados ao sentimento de posses. Tinha um intelecto bem desenvolvido e muitas oportunidades na vida material. Estudei, tinha uma vida estável, estava no auge de minha ascensão profissional. Era em que me ocupava. Religião, deixaria para a velhice. No entanto, desencarnei como vos relatei acima e sofri terrivelmente a falta do conhecimento desta mensagem. Sabia de sua existência, mas não a coloquei em minha vida por orgulho e vaidade, por isso tenho lamentado profundamente.

Fui neste atendido núcleo de bênçãos. Agradeço ao Pai e a todos os que aqui trabalham, no esforço de esclarecer os que, como eu, vivem na ilusão do perecível. Desejo que esta minha vinda aqui auxilie aqueles que ainda estão na ilusão de que o homem de bem é aquele que angaria bens terrenos. Não se escravizem pelo que fará serem grandes diante dos homens, mas pequenos diante do Pai. Voltem seus objetivos em viver para agradecer Àquele que nos dá todas as coisas. Aqui compreendi que fui ausente como pai e esposo, desculpando-me por estar provendo o conforto deles. Não se enganem irmãos. É necessário o conforto, mas não a preço tão caro. De que me serviu tudo isso? Agora sei que faria tudo diferente. Sei também que terei outras oportunidades.

Desejo que todos reflitam, que possam rever suas vidas, seus valores. Este irmãos incansáveis auxiliam em seus esforços para que o estudo da doutrina de Jesus dê os frutos que ela dá quando compreendida. Sejam unidos e esforcem-se para que, compreendendo as verdades divinas, possam retornar à pátria verdadeira como aquele que, de volta de uma viagem, traz em sua bagagem grandes valores. Que Jesus os abençoe e guarde”. – Um amigo

Espírito: Um irmão agradecido
PUBLICADO POR SÉRGIO RIBEIRO às 20:56

LINK DO POST | COMENTAR | favorito

.MAIS SOBRE MIM

.PESQUISAR NESTE BLOG

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27

.POSTS RECENTES

. FÉ RACIOCINADA

. COISAS TERRÍVEIS E INGÊNU...

. CAIM FUNDOU UMA CIDADE SE...

. OS HERÓIS DA ERA NOVA

. CONFLITOS E PERFEIÇOAMENT...

. GRATIDÃO: UM NOVO OLHAR S...

. PERDÃO DE DEUS

. A FÉ: MÃE DA ESPERANÇA E ...

. NO CRISTIANISMO RENASCENT...

. EM PAUTA – A TRISTE FESTA

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds